15 de out de 2010

Efésios 4, 25 - 32 (pag. 1501)

Exercício das Virtudes

Por isso, renunciai à mentira. Fale cada um a seu próximo a verdade, pois somos membros uns dos outros. Mesmo em cólera, não pequeis.
Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento. Não deis lugar ao demônio. Quem era ladrão não torne a roubar, antes trabalhe seriamente por realizar o bem com as suas próprias mãos, para ter com que socorrer os necessitados. Nenhuma palavra má saia da vossa boca, mas só a que for útil para a edificação, sempre que for possível, e benfazeja aos que ouvem. Não contristeis o Espírito Santo de Deus, com o qual estais selados para o dia da redenção. Toda amargura, ira, indignação, gritaria e calúnia sejam desterradas do meio de vós, bem como toda malícia. Antes, sede uns com os outros bondosos e compassivos. 
Perdoai-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou, em Cristo.

O que Deus me diz:

Que por mais irritada, fatigada, atribulada que eu possa estar devo me policiar para não pecar contra os irmãos, ou seja, mesmo em cólera não ter atitudes más e se não puder falar algo para edificar melhor calar, para não entristecer os outros ou a mim mesma com as minhas atitudes erroneas. E que devo perdoar os outros e  me perdoar sempre.   


Nenhum comentário: